search

Antes incomuns, imóveis para renda ganham força no mercado

Grandes incorporadoras acentuam movimento iniciado há poucos meses em capitais como São Paulo e BH

5/7/19

A construção de empreendimentos para aluguel é cada vez mais comum no mercado imobiliário brasileiro, embora já seja um modelo consolidado em outros países, como nos Estados Unidos. Grandes incorporadoras nacionais têm projetos finalizados e outras dezenas em andamento, apostando que esse deve ser o futuro do setor.

Em fevereiro, a Smartus publicou uma matéria que indicava esse movimento, até então incomum, conforme analisou na época o diretor de projetos Leonardo Faria. Apenas poucos meses depois, é crescente o número de incorporadoras entrantes no negócio, como Cyrela, Gafisa e HM Engenharia.

A MRV, que em fevereiro havia recém lançado seu primeiro empreendimento voltado para renda, em Belo Horizonte, ainda como uma espécie de projeto-piloto, agora planeja que 25% dos imóveis construídos sejam para locação nos próximos cinco anos, disse o diretor de marketing e vendas, Rodrigo Resende, para o site do Valor Econômico.

Mais avançada neste segmento, a Vitacon tem projetos em andamento em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Florianópolis. De acordo com o CEO da empresa, Alexandre Frankel, a ideia é que o morador possa mudar de casa conforme a necessidade de momento. “Seja qual for o motivo, a moradia tem que ser fluida, e isso muda tudo”, afirmou Frankel no Smartus Proptech Summit.

Perfil do novo consumidor

Uma pesquisa recente feita pela consultoria Deloitte com 1.313 brasileiros apontou que, dentre os itens prioritários para a escolha de um imóvel, a proximidade do trabalho, de serviços e hospitais aparece como o segundo mais votado, perdendo apenas para o quesito segurança. O resultado vai ao encontro do conceito de usar no lugar de possuir, característica típica do novo consumidor.

O levantamento também indicou que a sustentabilidade dos empreendimentos e o cuidado das empresas com o meio ambiente são fatores relevantes na escolha do imóvel, embora o consumidor não aceite pagar mais por isso. Vale a pena reduzir o lucro, mas ganhar o cliente (confira artigo da Smartus sobre o tema). 

Segundo a pesquisa, dentro de 20 anos metade dos consumidores vai dispensar o serviço de corretores de imóveis e boa parte dos negócios poderá ser fechada 100% por meio digital, uma tendência que precisa ser observada com atenção pelas empresas do setor.

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

 

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Recife

Fórum Imobiliário

08 agosto
2019

saiba mais

Fortaleza

Fórum Imobiliário

22 agosto
2019

saiba mais

Belo Horizonte

Fórum Imobiliário

29 agosto
2019

saiba mais

São Paulo

Summit
Minha Casa Minha Vida

12 setembro
2019

saiba mais

Rio de Janeiro

Fórum Microliving

19 setembro
2019

saiba mais

São Paulo

Summit Modelos Disruptivos

23 setembro
2019

saiba mais

Curitiba

Fórum Imobiliário

10 outubro
2019

saiba mais

São Paulo

Summit Alto Padrão 2019

24 outubro
2019

saiba mais

São José dos Campos

Fórum Imobiliário

31 outubro
2019

saiba mais

São Paulo

Smartus Law Summit 2019

05 novembro
2019

saiba mais

Florianópolis

Fórum Imobiliário

21 novembro
2019

saiba mais

Brasília

Fórum Imobiliário

04 dezembro
2019

saiba mais
Desenvolvido por Mobme Comunicação