Receba nossos conteúdos exclusivos!

O melhor conteúdo sobre o mercado imobiliário para você ficar por dentro de tudo o que acontece no setor!

N
Notícias

Vendas crescem acima da média nacional na região Sul em 2019

Sede do Fórum Imobiliário da Serra Gaúcha, Gramado se destaca pela alta renda da população e procura por segunda moradia

10/03/2020
Por Henrique Cisman

Levantamento realizado pela Brain Inteligência Estratégica mostra que as vendas de apartamentos na região Sul obtiveram aumento superior à média nacional em 2019, avançando pouco mais de 16% na comparação com 2018 – a média nacional ficou próxima dos 10%, segundo dados da CBIC e do SENAI.

No recorte a partir de 2016, o incremento foi de 26,8%, o que evidencia uma retomada mais acentuada no ano passado. “Analisando os números, nota-se um crescimento bem expressivo nos últimos dois anos, foram praticamente quatro mil unidades a mais”, pontua o sócio da Brain, Guilherme Werner, em entrevista à Smartus.

Em relação aos lançamentos, o avanço em 2019 ficou abaixo da média nacional, com alta de 9%, mas no recorte a partir de 2016 o crescimento é de expressivos 35,8%. “Um dado positivo da região Sul no ano passado é a queda do estoque, mas não por falta de lançamentos, pois eles cresceram”, analisa Werner.

“É diferente dos anos anteriores, nos quais o estoque recuou por falta de lançamentos. Projetando 2020, vislumbramos que sim, o estoque tem caído, mas é pelo aumento das vendas. Esse é um dado muito positivo”, completa.

Destaque para alta renda

De acordo com o levantamento, a retomada foi mais significativa em produtos de média e alta renda, principalmente unidades de padrão alto (entre R$ 700 mil a R$ 1 milhão) e padrão luxo (entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões).

Guilherme Werner destaca que as rendas médias das populações residentes em cidades como Gramado e Canela são maiores do que a média do estado, o qual é considerado rico na comparação com outras regiões do Brasil. “A renda média de Gramado é de R$ 5,1 mil por domicílio e a de Canela, R$ 4,1 mil”, informa.

Esses e muitos outros dados da pesquisa serão apresentados pela Brain no Fórum Imobiliário da Serra Gaúcha, nesta sexta-feira (13), em Gramado.

Outro dado positivo para o mercado imobiliário local são as taxas de crescimento populacional, também acima da média nacional. “Há um incremento vegetativo na região que é propenso ao dinamismo imobiliário da região, e isso é bom”, ressalta o especialista.

Ao contrário do que costuma ocorrer em regiões de serra, cidades como Gramado e Canela são procuradas para aquisição da segunda moradia. “A Serra Gaúcha é um case interessante porque normalmente o produto de serra é a terceira moradia, ou seja, a pessoa tem a primeira moradia, a casa de praia e uma terceira moradia de serra”, destaca Werner.

Hotelaria e multipropriedade

Na região da Serra Gaúcha, os destaques imobiliários pertencem aos ramos de hotelaria e multipropriedade. “Não tem como falar da Serra Gaúcha sem falar de multipropriedade. Gramado figura junto á Caldas Novas como um dos grandes destinos [neste segmento] no Brasil”, afirma o sócio da Brain.

Em relação à capacidade hoteleira, a cidade dispõe de duzentos hotéis, segundo dados de 2019 da Prefeitura de Gramado. “São 6,5 milhões de turistas por ano e 18 mil leitos. Sem dúvida, é uma estrutura hoteleira compatível com um município bem maior do que Gramado”, enaltece o especialista.

Nesta sexta-feira (13), a Brain apresenta a pesquisa completa no encontro com executivos das principais incorporadoras e loteadoras da região.

Leia também: São Paulo tem maior resultado de venda de residenciais da história
Crédito imobiliário via SBPE é o maior desde 2014

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

leia também
Para Mais conteúdo exclusivo, siga nossas redes!
DESIGN & CODE BY Mobme