Receba nosso conteúdo exclusivo!

O melhor conteúdo sobre o mercado imobiliário para você ficar por dentro de tudo o que acontece no setor!

N
Notícias

Patrimônio líquido dos FIIs cresce 36% em 2020

Fundos de investimentos imobiliários atingem 1,1 milhão de investidores

Daniel Caravetti

18/11/2020

De acordo com o boletim mensal da B3 (Brasil, Bolsa e Balcão), os FIIs (fundos de investimentos imobiliários) aumentaram seu patrimônio líquido em R$ 6 bilhões pelo segundo mês consecutivo, chegando à marca de R$ 119 bilhões em setembro. Desde o fim de 2019, o aumento é de R$ 32 bilhões, ou 36,7%.

No mesmo período, o valor de mercado dos FIIs teve alta próxima a 8%, pulando de R$ 101 bilhões no fim do ano passado para R$ 109 bilhões em setembro de 2020. Grande parte desse acréscimo aconteceu de julho para agosto, quando houve aumento de R$ 5 bilhões. Veja o gráfico.

Elaboração: B3

Em entrevista recente à Smartus, Thiago Otuki, economista do Clube FII, explicou a diferença entre o comportamento dos dois indicadores: “Ao determinar o valor de mercado, as consultorias imobiliárias têm reavaliado o preço de imóveis mediante a crise econômica, o que ainda não foi feito pelos próprios fundos imobiliários, que determinam o patrimônio líquido”.

Número de FIIs e volume de ofertas

Em setembro deste ano, o número de fundos imobiliários registrados na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) chegou a 509, aumento de 9,6% em relação a dezembro de 2019. Considerando apenas os FIIs listados na B3, o número chegou a 282, alta de 12,8% em 2020.

Já o volume de ofertas chegou a R$ 20 bilhões no mês de setembro e está próximo de igualar a marca de 2019, quando somou R$ 23 bilhões. Enquanto isso, o número de registros chegou a 58 e também deve se equiparar ao visto no ano anterior, quando foram registradas 70 ofertas.

Número de investidores

Após atingir a marca de um milhão de investidores em agosto deste ano, os FIIs seguem atrativos e em outubro foram procurados por mais 108 mil novos investidores. Desde o fim de 2019, a alta é de 463 mil ou 71%, dos quais a grande maioria formada por pessoas físicas.

Elaboração: B3

Sobre essa alta, é importante ressaltar o bom momento vivido pelo mercado imobiliário, mesmo em meio à crise econômica, e o baixo patamar da Selic, que reduz a atratividade de investimentos em renda fixa. Neste cenário, os FIIs se apresentam com um ativo mais rentável e seguro quando comparado a outras opções da renda variável.

Foto: leungchopan/Envato

DESIGN & CODE BY Mobme