Receba nossos conteúdos exclusivos!

O melhor conteúdo sobre o mercado imobiliário para você ficar por dentro de tudo o que acontece no setor!

N
Notícias

Negócios relacionados à construção civil têm maior alta entre franquias

Faturamento cresceu 12,9% no 1º trimestre em relação ao mesmo período do ano passado

24/6/19

Relatório da Associação Brasileira de Franchising (ABF) referente ao 1º trimestre de 2019 mostra que o segmento de casa e construção liderou o movimento de alta das franquias no País com aumento de 12,9% no faturamento e de 7,4% na quantidade de unidades franqueadas. Entre janeiro e março, a receita foi de R$ 2,23 bilhões.

O bom resultado contrasta com as incertezas que rodearam a construção civil nos primeiros meses de 2019. Empresários chegaram a cogitar a demissão de 50 mil funcionários. Nos últimos 4 anos, o setor fechou 1 milhão de postos de trabalho, de acordo com dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio).

As franquias de casa e construção contribuíram substancialmente com o avanço dos empregos gerados no período, saldo positivo de 37.699 – aumento de 2,05%. De acordo com o relatório da ABF, o segmento foi beneficiado pela abertura de novas filiais e a maior quantidade de reparos e melhorias.

Segundo o presidente da ABF, André Friedheim, o bom resultado já era esperado em virtude da retomada do mercado imobiliário, e as projeções são otimistas para o setor devido ao elevado déficit habitacional brasileiro, estimado em quase 8 milhões de residências. As franquias de casa e construção cresceram acima da média geral (7%) e do varejo (6,2%) no 1º trimestre.

Nos últimos 12 meses, franquias de materiais de construção, mão-de-obra, decoração etc. faturaram R$ 10,27 bilhões, alta de 10,8% no comparativo com os 12 meses precedentes e novamente acima da variação da média geral, de 7,5% no mesmo período.

Embora as previsões do PIB venham caindo desde o início do ano, assim como o Índice de Confiança Empresarial – de 97,5 em janeiro para 94 em março – e o Índice de Confiança do Consumidor – de 96,6 em janeiro para 91 em março -, as projeções para as franquias permanecem positivas até dezembro: aumento da receita entre 8% e 10%, das unidades entre 5% e 6% e dos empregos em 5%.

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

leia também
Para Mais conteúdo exclusivo, siga nossas redes!
DESIGN & CODE BY Mobme