Receba nossos conteúdos exclusivos!

O melhor conteúdo sobre o mercado imobiliário para você ficar por dentro de tudo o que acontece no setor!

N
Notícias

Construção civil fechou 1 milhão de empregos nos últimos 4 anos

Quantia supera o total de vagas que o setor espera criar durante o novo governo

22/2/19

Levantamento mais recente da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), conduzida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), revela que o setor da construção civil fechou pouco mais de 1,1 milhão de postos de trabalho nos últimos 4 anos.

A quantidade de empregos no setor em 2018 (6,68 milhões) é a menor da série histórica da PNAD, realizada desde 2012. Os números vêm caindo desde 2015, baixando a casa dos 7 milhões a partir de 2017. O melhor resultado aconteceu em 2013, ano em que a construção civil empregou 7,88 milhões de pessoas.

A diminuição de vagas equivale a 14,4% no período de 2014 a 2018, maior recuo dentre todos os grupos de atividade, à frente da agropecuária (-11%), indústria (-10,9%) e comunicação e atividades financeiras/administrativas (-1,9%).

Devido a essa retração, a construção civil representou 7,3% do mercado produtivo brasileiro no ano passado, 1,2% a menos do que em 2014. Por outro lado, a queda em 2018 desacelerou, indicando um freio na crise dos últimos anos – os mais otimistas esperavam que o indicador voltasse a subir já no ano passado.

Todos esses números comprovam o que afirma a maioria dos players do mercado imobiliário, isto é, que a crise econômica iniciada em 2014 foi a pior da história, pelo menos no que diz respeito ao impacto sobre os negócios imobiliários.

Propostas da CBIC estimam criar 1 milhão de empregos

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) entregou um documento com diversas propostas para o Congresso Nacional, em janeiro. De acordo com o presidente da entidade, José Carlos Martins, as medidas recomendadas têm potencial para gerar 1 milhão de postos de trabalho no setor nos próximos anos.

De fato, somente a retomada de milhares de obras paradas em todas as regiões do País já seriam suficientes para alavancar o mercado da construção civil.

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

 

leia também
Para Mais conteúdo exclusivo, siga nossas redes!
DESIGN & CODE BY Mobme