search

Espaço como serviço é uma das grandes apostas para o futuro do setor

Megatendências de tecnologia para o mercado imobiliário estão transformando as demandas

29/11/19
Por Luiza Bellintani

O mercado imobiliário é cada vez mais impactado pelas inovações em tecnologia. Muitos recursos têm sido incorporados para agregar valor, funcionalidade e modernidade aos projetos do setor. Essas transformações caminham lado a lado com as mudanças na demanda existente no mercado, com cada vez mais consumidores em busca de experiências e serviços em substituição à compra de produtos, simplesmente.

A partir disso, surge o desenvolvimento do que é chamado de espaço como serviço, locais que oferecem conforto e praticidade a partir soluções tecnológicas e modernas, transformando o consumo do espaço em uma experiência completa. 

A construção de espaços como esses é possível a partir das megatendências que surgiram nos últimos anos, transformando o mercado imobiliário por completo. Mobilidade, conectividade, IoT, inteligência artificial, 5G, entre outros, são elementos inseridos em novos projetos do setor. 

Essas soluções possuem funções práticas tanto para as incorporadoras nos processos de planejamento, construção e administração, quanto para os consumidores finais. 

IoT (Internet of Things) e IA (inteligência artificial) são recursos muito utilizados para construir a experiência agregada aos espaços como serviço. A capacidade dessas tecnologias de coletar e analisar dados e aprender padrões de funcionamento de elementos de um ambiente, por exemplo, permite que esses espaços se comuniquem com os usuários. 

Ambientes desse perfil podem ser adaptados para diversas propostas: uma vez que as prioridades do consumidor são transformadas através da tecnologia, pode-se notar equivalente transformação nas necessidades por espaços. Projetos residenciais e corporativos, por exemplo, devem se adaptar a essas transições. 

Inovação em unidades residenciais

As inovações tecnológicas podem ser incorporadas em diversas etapas do planejamento de unidades residenciais. No processo de planejamento e execução, recursos de inteligência artificial são usados para gerenciamento e redução de riscos em pequenos e grandes projetos, definição de orçamentos, captação de 3D scans dos locais de obras etc. 

Quanto ao procedimento de abordagem, contato e negociação com o cliente, as tendências inovadoras também são inseridas no mercado. Em entrevista à Smartus, o CEO do Mora (empreendimentos modulares funcionais para locação), Arthur Norgren, comentou sobre as aplicações de tecnologia nos serviços da empresa.

Segundo o fundador da startup, todas as etapas para o consumidor são digitais. Mobilidade e tecnologia não estão presentes apenas no agendamento de visitas e no contato com a empresa – que é feito através do aplicativo -, mas também no dia a dia de convivência no apartamento. Soluções de IoT são introduzidas a fim de se criarem espaços funcionais, otimizados e modernos: abertura e fechamento de portas, controle de iluminação e outras ações são realizadas pelo morador através do próprio celular. 

A conectividade presente no local proporciona muito além de praticidade e funcionalidade ao consumidor. O espaço é transformado em um serviço completo e inovador. Norgren acredita que o hábito das pessoas tem mudado e o interesse por experiências e serviços é cada vez maior. “Inclusive em unidades residenciais, entendemos que existe um potencial grande para a aplicação do conceito de serviço, oferecendo funcionalidade para as pessoas”, comenta o CEO do Mora.

Inovação nos espaços de trabalho

Os modelos de trabalho também têm sido transformados pela tecnologia, trazendo a necessidade de adequar os ambientes corporativos às exigências das empresas e de seus consumidores. A demanda por espaços que oferecem flexibilidade de uso e facilidade de locação tem aumentado justamente em consequência das mudanças de perfil.

Em entrevista à Smartus, Otávio Cavalcanti, vice-presidente da área comercial da Regus Brasil, comentou sobre a tendência de mudanças nos espaços corporativos. “O espaço de trabalho virou um meio para que você possa atrair talentos e reter pessoas”, disse. 

Cavalcanti acredita na criação de ambientes de trabalho otimizados que sejam atrativos tanto para o público interno da empresa (seus funcionários) quanto para o público externo, ou seja, os consumidores finais. 

Segundo ele, incorporar recursos de tecnologia, aprimorar a segmentação dos serviços e agregar mais valor ao espaço é o necessário para responder às tendências. A parceira da Regus com a Box Office, por exemplo, ilustra soluções para essas demandas. 

O serviço consiste em escritórios remotos, cujo processo de locação é completamente digital e tecnológico. Para reservar um horário e utilizar o espaço, basta acessar o aplicativo, adquirir créditos e abrir o escritório a partir da leitura de um QR code gerado na compra. 

Cavalcanti apontou que espaços como serviço como este estão apenas no início de sua introdução no Brasil. “O coworking representa apenas 1% do mercado de real estate no país atualmente”, salientou. Sua projeção é a mudança para 15% a 20% nos próximos três anos. 

Dessa maneira, a terceirização de espaços tende a transformar ainda mais o mercado imobiliário em um futuro próximo. A presença de tecnologias e tendências para este processo é crucial. 

Investimentos em IoT também tem partido de instituições públicas. Recentemente, o BNDES aprovou aporte de pouco mais de R$ 2 milhões para implantar IoT a fim de modernizar segurança e iluminação públicas em centros urbanos. A introdução das soluções será feita inicialmente em Campinas.

Leia também: Transformação digital no mercado: oportunidade ou obstáculo?
Inteligência artificial otimiza desempenho na venda de imóveis

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

São Paulo

Smartus
Proptech Summit 2020

19 março
2020

saiba mais
Desenvolvido por Mobme Comunicação