search

Novo contrato social do século XXI: a que se devem as transformações?

Estudo do McKinsey Global Institute reúne principais mudanças sociais das últimas duas décadas

26/02/2020
Por Luiza Bellintani

Tecnologias disruptivas, cenário econômico e político, tendências culturais, globalização, mudanças de comportamento… todos esses são fatores para a transformação da sociedade nos mais diversos aspectos. Exemplo disso é a renovação dos perfis da relação entre consumidores e instituições.

Assim, o McKinsey desenvolveu um estudo para compreender tais transformações e o novo modelo de contrato social gerado a partir delas.

A pesquisa – chamada “O Contrato Social do Século XXI” – observou as mudanças que aconteceram para a vida de consumidores, trabalhadores e poupadores que fazem parte de economias avançadas durante as duas primeiras décadas do século. Vale ressaltar que o estudo analisou essas mudanças de comportamento em países da Ásia, Europa e América do Norte, mas os insights podem servir ao Brasil.

Segundo a análise, a mudança observada se resume na atual necessidades dos próprios indivíduos de ter maior responsabilidade por resultados econômicos. Para alguns, essa nova incumbência foi positiva, mas, como consequência, muitos perderam a confiança nas instituições.

Esse novo modelo de contrato social exige dos grandes líderes de empresas atenção para dois pontos importantes: primeiro, a sustentação de ganhos conquistados a partir do aumento de produtividade, além de dinamismo de negócio, investimentos em economia, tecnologia e inovação; segundo, a preocupação com os desafios que os indivíduos enfrentam, especialmente os mais afetados.

Alguns resultados percebidos pela pesquisa ilustram os motivos para a transformação do contrato social do século XXI. Segundo apontado pelo instituto, as oportunidades de emprego aumentaram em muitos países. Entretanto, ainda assim, a polarização do trabalho e a estagnação de renda continuaram sendo reais.

Ademais, ainda que preços de bens discricionários e serviços estejam caindo, valores de necessidades básicas, principalmente moradia, estão aumentando rapidamente. E o que isso significa para o mercado de habitação?

Quais mudanças foram observadas para o mercado imobiliário?

Conforme apurado pela pesquisa, os preços de moradias – e de outras necessidades básicas como educação e saúde – estão crescendo com uma velocidade alta em comparação à inflação de outros mercados nos países analisados.

De acordo com o instituto, esses custos aumentaram em praticamente todos os 20 países sobre os quais existem dados disponíveis. Nesses locais, a habitação é a principal causa da perda de poder de compra dos consumidores.

Essa tendência pode causar preocupações no mercado imobiliário como um todo, principalmente porque a moradia é responsável por 24% do consumo das famílias. Ou seja, com preços de imóveis mais altos, maior é a preocupação de cada família quanto ao dinheiro que deve ser separado de suas rendas para este fim.

Essa situação pode ser agravada de acordo com o perfil do consumidor do imóvel. Segundo o McKinsey, o custo de uma unidade minimamente padrão é de 23% da renda para jovens, em comparação com 14% para adultos e consumidores de mais de 65 anos.

Em vista disso, a pesquisa estima que 165 milhões de pessoas são afetadas pelo aumento dos custos por habitação no países analisados. Os consumidores mais sobrecarregados com essa mudança de preços no mercado imobiliário são os grupos de baixa renda.

Cenário brasileiro

Ainda que o estudo não tenha incluído o Brasil, alguns resultados têm potencial de serem identificados no cenário local. 

Em conversa com a Smartus, o diretor comercial da It’s Informov, Daniel Iannicelli, explicou que existe a possibilidade do aumento de custo para moradias no Brasil, assim como apontado na pesquisa. Segundo Iannicelli, esse movimento não se deve apenas às baixas taxas de juros, que são incentivos à busca de investimentos dentro do país, mas também à mudança de comportamento do consumidor. 

“Nesse momento da economia, com a mudança de comportamento do próprio consumidor, que não busca mais a casa própria, existe um número de locações muito mais alto. Agora vai existir uma maior procura por locação, o que faz com que o preço [da locação] aumente, e, consequentemente, o valor do imóvel deve aumentar também”, aponta. 

Para o diretor, a geração dos atuais ingressantes no mercado de trabalho é marcada pela busca por flexibilidade. Sendo assim, a tendência das próximas décadas é a de pessoas que evitam raízes, ou seja, buscam por opções de moradia que permitam versatilidade. “É uma geração que chamamos de gamificada, ou seja, se preocupa com fases, como em um jogo. Essa fase eu completei, qual é a próxima?”. 

Assim, é possível traçar paralelos entre o que já é observado em outros países e o que poderá ser observado no cenário brasileiro em pouco tempo. As mudanças de comportamento, ou seja, o novo contrato social deste século, moldam não só pensamentos e tendências, como também movimentam todos os mercados.

Leia também: Startup tem 6 milhões de imóveis rurais mapeados com 700 variáveis de dados
Norma Regulamentadora 18: o que muda a partir de agora?

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

logo do spotify - Matéria de tecnologia 3d online
logo do twitter - Matéria de tecnologia 3d online
logo do youtube - Matéria de tecnologia 3d online

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Ribeirão Preto - São Paulo

Fórum Imobiliário Ribeirão Preto

18 junho
2020

saiba mais

Salvador - Bahia

Fórum Imobiliário Nordeste

25 junho
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Moradias Populares

06 agosto
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Gestão Inovadora 2020

27 agosto
2020

saiba mais

Rio de Janeiro - RJ

Fórum Imobiliário Rio de Janeiro

10 setembro
2020

saiba mais

Brasília - Distrito Federal

Fórum Imobiliário Brasília

24 setembro
2020

saiba mais

Curitiba - Paraná

Fórum Imobiliário Curitiba

01 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Modelos Disruptivos 2020

05 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Multipropriedade 2020

20 outubro
2020

saiba mais

Presidente Prudente - São Paulo

Fórum Imobiliário Presidente Prudente

22 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Law Summit 2020

05 novembro
2020

saiba mais

Fortaleza - Ceará

Fórum Imobiliário Fortaleza

19 novembro
2020

saiba mais

Belo Horizonte - Minas Gerais

Fórum Imobiliário Belo Horizonte

26 novembro
2020

saiba mais

Goiânia - Goiás

Fórum Imobiliário Goiânia

02 dezembro
2020

saiba mais
DESIGN & CODE BY Mobme