search

Com juros menores, crédito via SBPE tem melhor resultado em 53 meses

Cenário permanece favorável ao financiamento imobiliário com nova queda da Selic e dos juros cobrados pela Caixa

31/10/19
Por Henrique Cisman

A captação de recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) para compra ou construção de imóveis foi a maior dos últimos 53 meses em setembro, alcançando R$ 7,59 bilhões, de acordo com boletim da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). O montante é 13,2% superior ao de agosto (que até então era o mês mais positivo do ano) e 54,5% maior em relação a setembro de 2018.

Os recursos financiaram 27,2 mil imóveis, 3% a mais do que em agosto e 31,5% acima do registrado no mesmo período do ano passado. A diferença de aumento entre a quantia financeira captada e o número de imóveis adquiridos ou construídos indica maior procura por unidades com ticket médio mais elevado.

Nos primeiros nove meses de 2019, a poupança direcionou R$ 54,7 bilhões para o mercado imobiliário, aumento de 34,1% em relação a igual período em 2018. A quantia representa 80% do previsto pela Abecip para o ano inteiro – lembrando que o último trimestre costuma ser o mais forte em vendas. Em 12 meses, os empréstimos somam R$ 71,3 bilhões, melhor resultado dos últimos 4 anos.

O cenário se torna ainda mais favorável para o crédito imobiliário após o novo corte da Selic em 0,5%, para 5% ao ano (a.a.), em reunião do Conselho de Política Monetária (Copom) realizada ontem (30). Trata-se do menor patamar da taxa oficial de juros do país. De acordo com o órgão, os atuais indicadores da atividade econômica, a inflação controlada e o cenário externo favorável a economias emergentes justificam a redução.

Em comunicado, o Copom afirma que as expectativas de inflação para os próximos 4 anos encontram-se em torno de 3,3%, 3,6%, 3,75% e 3,5%, respectivamente, cenário que aponta para nova redução da Selic ainda em 2019, para 4,5% a.a., permanecendo nesse patamar ao longo de 2020 e elevando-se para 6,38% em 2021.

Aprovada a reforma da Previdência, o órgão destaca a necessidade de manutenção da agenda para o cenário desenhado: “O Copom avalia que o processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira tem avançado, mas enfatiza que perseverar nesse processo é essencial para permitir a consolidação da queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia”.

Horas antes da decisão do Copom, a Caixa anunciou nova redução nos juros das linhas de crédito imobiliário com recursos da poupança vinculados à Taxa Referencial (TR), tanto no SFH (Sistema Financeiro da Habitação) quanto no SFI (Sistema de Financiamento Imobiliário). A partir de 6 de novembro, a taxa mínima passa a ser de TR + 6,75% a.a. e a máxima, TR + 8,5% a.a. Os percentuais se aplicam apenas a novos contratos. 

Esta é a terceira redução das taxas dos juros imobiliários realizada pela Caixa em 2019. Os bancos privados com maior participação no crédito imobiliário também cortaram suas taxas mínimas vinculadas à TR: atualmente, o Bradesco tem a melhor mínima, TR + 7,3% a.a.; o Itaú oferece TR + 7,45% a.a. como mínima, e o Santander, TR + 7,99% a.a.

Na semana passada, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que o banco vai oferecer crédito imobiliário com juros prefixados, modalidade que deve ser implantada até junho de 2020. A instituição estatal já foi pioneira na cessão de crédito vinculado ao IPCA, iniciativa que vem dando certo: em 45 dias, a demanda já havia alcançado R$ 10 bilhões, resultado que era esperado para o período de 1 ano, destacou Guimarães. 

Único banco a vincular os juros à inflação até o momento, a Caixa viu o apelo pela alternativa crescer em decorrência do IPCA abaixo dos 4%. Quem opta pela indexação ao índice inflacionário tem obtido descontos entre 30% e 50% nas prestações mensais, informou o presidente do banco. A taxa mínima é de IPCA + 2,95% a.a. e a máxima, IPCA + 4,95% a.a.

Leia também: Banco Inter destaca momento ímpar para o crédito imobiliário no Brasil
Banco Central destaca crescimento do mercado de capitais na cessão de crédito

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Ribeirão Preto - São Paulo

Fórum Imobiliário Ribeirão Preto

18 junho
2020

saiba mais

Salvador - Bahia

Fórum Imobiliário Nordeste

25 junho
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Moradias Populares

06 agosto
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Gestão Inovadora 2020

27 agosto
2020

saiba mais

Rio de Janeiro - RJ

Fórum Imobiliário Rio de Janeiro

10 setembro
2020

saiba mais

Brasília - Distrito Federal

Fórum Imobiliário Brasília

24 setembro
2020

saiba mais

Curitiba - Paraná

Fórum Imobiliário Curitiba

01 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Modelos Disruptivos 2020

05 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Multipropriedade 2020

20 outubro
2020

saiba mais

Presidente Prudente - São Paulo

Fórum Imobiliário Presidente Prudente

22 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Law Summit 2020

05 novembro
2020

saiba mais

Fortaleza - Ceará

Fórum Imobiliário Fortaleza

19 novembro
2020

saiba mais

Belo Horizonte - Minas Gerais

Fórum Imobiliário Belo Horizonte

26 novembro
2020

saiba mais

Goiânia - Goiás

Fórum Imobiliário Goiânia

02 dezembro
2020

saiba mais
DESIGN & CODE BY Mobme