search

Prévias operacionais mostram vendas em forte ascensão no 3º trimestre

Lançamentos de médio e alto padrão se destacaram no período; veja os números

21/10/19

As prévias operacionais das principais incorporadoras do país referentes ao 3º trimestre mostram avanços expressivos em lançamentos e vendas na comparação com o mesmo período do ano passado. Dentre as nove empresas do ramo imobiliário com maior valor de mercado no Brasil, apenas Tecnisa e Helbor não publicaram prévias até o fechamento da matéria.

Os balanços – ainda sem auditoria externa – indicam que o segmento de médio e alto padrão vem ganhando espaço, enquanto empreendimentos populares têm encontrado dificuldades principalmente para lançamento, embora as vendas tenham sido positivas no período.

A MRV Engenharia – maior construtora do país – destaca a “longa paralisação nas contratações dos financiamentos à construção e nos repasses das vendas do Minha Casa Minha Vida”, de responsabilidade da União e que perduraram de 26 de julho a 20 de setembro, resultando em VGV (valor geral de vendas) de lançamentos 3% menor do que no mesmo período do ano passado, no total de R$ 1,63 bilhão.

“No decorrer do trimestre foi feita uma alteração nesta regra que retirou a obrigatoriedade de a União participar dos subsídios no restante do ano de 2019, garantindo, assim, que não haverá mais problemas desta natureza neste ano”, informa a construtora no relatório.

As vendas líquidas aumentaram 18,8% em relação ao 3º trimestre de 2018, para R$ 1,39 bilhão, melhor resultado para o período na história da empresa. A MRV ressalta a expressiva queda nos distratos, que foram 66% menores na comparação com o ano passado, e afirma seu compromisso de diversificar a carteira: as vendas de unidades com financiamento da poupança subiram para 9,8% do VGV total.

O grande destaque do 3º trimestre foi a Cyrela, que lançou R$ 1,24 bilhão (considerando apenas o montante que pertence à empresa), 75,4% a mais do que no mesmo período de 2018. As vendas também subiram em ritmo elevado, passando de R$ 688 milhões para R$ 1,16 bilhão – aumento de 69%.

A incorporadora ressalta que do total de vendas líquidas no trimestre, metade se refere a lançamentos, alcançando VSO (velocidade de venda sobre oferta) de expressivos 44% (apenas como base de comparação, a Even apresentou VSO de 32%; a EzTec, de 17,9%; e a Trisul, de 28%). 

Focada em apartamentos de médio e alto padrão em São Paulo, a Trisul elevou em 258% seu VGV de lançamentos em relação ao 3º trimestre de 2018. Em setembro, a incorporadora lançou o edifício Óscar Ibirapuera com VGV de R$ 338 milhões (ticket médio de R$ 6 milhões por unidade). As vendas líquidas também cresceram de forma significativa, com VGV 141% maior do que entre julho e setembro do ano passado.

No segmento econômico, o grande destaque foi a Construtora Tenda, que lançou R$ 761,4 milhões distribuídos em pouco mais de 5 mil apartamentos, o que representou aumento de 32% no VGV em relação ao 3º trimestre de 2018. A empresa aponta que a maior quantidade de projetos em São Paulo elevou o preço médio por unidade “mesmo em um cenário mais restritivo para o programa Minha Casa, Minha Vida”. 

As vendas líquidas no trimestre somaram R$ 536,9 milhões, 9,6% a mais do que em 2018. De acordo com o relatório, “a paralisação dos repasses nas faixas 1,5 e 2 do MCMV ao longo do 3T19, situação regularizada em meados de setembro, não impactou o índice de distratos neste trimestre, mas pode trazer reflexos adversos no desempenho do 4T19”. Os distratos caíram 1,6% entre julho e setembro.

Também focada no segmento econômico, a Direcional Engenharia aumentou suas vendas em 20% em relação a 2018, totalizando R$ 326 milhões, mas retraiu em 17% os lançamentos no 3º trimestre, para R$ 427 milhões, sendo R$ 398 milhões de participação da empresa.

A EzTec aumentou as vendas líquidas em 185,8%, para R$ 343 milhões, e lançou R$ 242 milhões em VGV nos empreendimentos Reserva JB (médio padrão) e Haute Ibirapuera (alto padrão) – avanço de 128% na comparação com o 3º trimestre de 2018. 

Com quatro lançamentos entre julho e setembro, dos quais um loteamento com ticket médio mais baixo (R$ 59 mil por unidade), a Even Construtora e Incorporadora elevou o VGV para R$ 239 milhões, 86,7% a mais do que no ano passado. As vendas, no entanto, retraíram sensivelmente para R$ 261 milhões, ante R$ 265 milhões no 3º trimestre de 2018.

Confira abaixo as datas de divulgação dos resultados auditados referentes ao 3º trimestre de 2019 e veja as prévias operacionais na íntegra: 

Direcional Engenharia: 31 de outubro
Direcional – Prévia operacional 3T19

Construtora Tenda: 7 de novembro
Tenda – Prévia operacional 3T19

Tecnisa: 7 de novembro
Não divulgou prévia operacional até o fechamento da matéria

Cyrela: 7 de novembro
Cyrela – Prévia operacional 3T19

MRV Engenharia: 7 de novembro
MRV – Prévia operacional 3T19

Helbor Empreendimentos: 12 de novembro
Não divulgou prévia operacional até o fechamento da matéria

Even Construtora e Incorporadora: 12 de novembro
Even – Prévia operacional 3T19

Trisul: 12 de novembro
Trisul – Prévia operacional 3T19

EzTec: 13 de novembro
EzTec – Prévia operacional 3T19

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

 

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Florianópolis

Fórum Imobiliário

21 novembro
2019

saiba mais

Rio de Janeiro

Fórum Imobiliário

28 novembro
2019

saiba mais

Brasília

Fórum Imobiliário

05 dezembro
2019

saiba mais
Desenvolvido por Mobme Comunicação