search

WAM projeta liderança mundial em vendas de multipropriedades em 2020

Modelo de negócio é divisor de águas para empreendimentos imobiliários de lazer

19/9/19

A WAM, líder nos mercados brasileiro e latino-americano de multipropriedade, espera alcançar o topo mundial em vendas no segmento a partir de 2020. A projeção foi divulgada à Smartus pelo diretor de estratégias e novos negócios, Danilo Samezima, em entrevista exclusiva. No ano passado, a empresa comercializou R$ 1,9 bilhão para 34 mil famílias no país, colocando-se entre as quatro maiores em valor geral de vendas (VGV) na incorporação imobiliária.

Para Samezima, o sucesso se deve a dois fatores principais: o gosto do brasileiro pelo turismo doméstico – incessante mesmo em tempos de crise econômica – e a democratização da segunda moradia por meio do modelo de multipropriedade. “A multipropriedade é um produto de acesso que vai ao encontro do conceito do brasileiro de viajar”, afirma.

A compra da fração de uma propriedade em um destino turístico é mais racional e inteligente – defende Samezima – porque reduz os custos de aquisição e manutenção, que são proporcionais ao tempo de uso. “A compra é cada vez mais consciente. O consumidor só compra o que efetivamente utiliza. É um modelo de negócio inteligente, de compartilhamento”, reforça.

Atuando desde 2010 com empreendimentos turísticos, o grupo encontrou maior aceitação do mercado no fracionamento das unidades em 26 partes, divisão que oferece a cada adquirente duas semanas de uso por ano, sendo uma semana na alta temporada e outra, na baixa. A lei que regulamenta a multipropriedade no Brasil permite a venda para até 52 proprietários, cada qual com sua própria escritura do imóvel.

Na avaliação de Samezima, outro atrativo da multipropriedade é a flexibilidade de uso. O proprietário tanto pode utilizar sua cota quanto alugá-la a terceiros por intermédio da administradora. Outra opção é intercambiá-la para outro empreendimento da rede WAM no Brasil. Se quiser viajar ao exterior, pode monetizar sua semana recebendo um valor baseado no preço de mercado pelo qual a administradora vende o uso da fração.

Desafios

Embora consiga agregar maior valor ao produto, potencializando os ganhos, Samezima pondera que o modelo exige a verticalização do projeto. “Só terceirizamos a fase de obras e, eventualmente, como em Gramado, a administração é feita por outra bandeira”, explica.

“Hoje, participamos da incorporação, temos uma intercambiadora própria e um braço hoteleiro e condominial para administrar esses empreendimentos”, completa Samezima.

O diretor de estratégias e novos negócios da WAM afirma que o segmento está muito mais próximo do mercado financeiro do que há alguns anos, mas destaca que não existe uma linha própria de financiamento para multipropriedades, isto é, faz-se necessário ter uma carteira de recebíveis para efetuar a securitização – a empresa já emitiu R$ 700 milhões em CRIs estruturados. “O que gostaríamos e vemos para o futuro é o mercado financeiro apostando no desenvolvimento”, diz Samezima.

Fortalecimento da indústria

O trabalho conjunto entre desenvolvedores de multipropriedades e entidades do segmento tem fortalecido essa indústria. Um dos exemplos é a lei que regulamenta o modelo no Brasil, cuja elaboração levou em conta contribuições de diversos atores. 

Segundo Samezima, a soma de esforços visa dar mais transparência e visibilidade para a multipropriedade em relação ao público. “A multipropriedade leva turistas às cidades. Em Olímpia, são pelo menos 30 mil famílias a mais circulando por ano, o que gira a economia local (alimentação, entretenimento, serviços)”, destaca.

O modelo de multipropriedade é considerado um divisor de águas para os empreendimentos imobiliários de lazer, pois equaciona a conta tanto para o cliente quanto para o desenvolvedor, solucionando a fragilidade da hotelaria convencional no tocante à sazonalidade do turismo.

Saiba mais clicando aqui.

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

São José dos Campos

Fórum Imobiliário

31 outubro
2019

saiba mais

São Paulo

Smartus Law Summit 2019

05 novembro
2019

saiba mais

Florianópolis

Fórum Imobiliário

21 novembro
2019

saiba mais

Rio de Janeiro

Fórum Imobiliário

28 novembro
2019

saiba mais

Brasília

Fórum Imobiliário

04 dezembro
2019

saiba mais
Desenvolvido por Mobme Comunicação