search

Preço médio de venda de imóveis residenciais apresenta queda em outubro

No acumulado do ano, houve desvalorização real de 2,49%, enquanto aluguéis estão em alta

8/11/19

O preço médio de vendas de imóveis residenciais encerrou o mês de outubro em queda, apontando uma variação de -0,14% em relação ao mês de setembro, segundo dados divulgados pelo Índice FipeZap. A variação não correspondeu ao comportamento do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para o mês, que foi de +0,08%.

João Pessoa foi a cidade que apresentou maior aumento na variação (+0,67%) dentre as 16 capitais monitoradas pelo indicador. Já Fortaleza foi destacada como a cidade que exibiu maior recuo do preço médio no mês de outubro, resultando em uma variação de -1,87%.

O acumulado até outubro de 2019 indica estabilidade, resultando em +0,02%, abaixo do IPCA até o mês referido, que acumula alta de 2,58%. O balanço parcial revela queda real de 2,49% no preço médio de venda de imóveis residenciais. 

Entre as 50 cidades monitoradas, o preço médio no mês de outubro foi de R$ 7.236/m². O Rio de Janeiro permanece na posição de cidade com o preço do m² mais elevado, equivalente a R$ 9.370/m². São Paulo vem na sequência, apresentando preço médio de R$ 8.969/m², seguida por Brasília (R$ 7.425/m²). 

Campo Grande, Goiânia e João Pessoa são as cidades que apresentam o menor valor médio de venda residencial dentre as capitais monitoradas pelo Índice, com preços de R$ 4.169/m², R$ 4.228/m² e R$ 4.542/m², respectivamente. 

Variação no preço do aluguel residencial

Os dados mais recentes do Índice FipeZap de Locação Residencial são referentes ao mês de setembro, que foi encerrado com variação nominal de +0,22%, conquistando a décima alta consecutiva. Esse percentual foi maior do que o observado na variação dos preços ao consumidor (-0,04%) no mês, indicados pelo IPCA/IBGE, o que representa uma alta real no preço médio de locação.

Dentre as 11 cidades monitoradas, Curitiba foi a que apresentou maior elevação de preços no mês de setembro (+1,10%). São Paulo veio na sequência, exibindo alta de 0,69%. Em seguida, Florianópolis e Salvador, com +0,62%, e Porto Alegre, +0,56%.

No acumulado até setembro de 2019, a alta nominal nos valores de aluguel foi de 3,84%, superando o IPCA do período (2,49%).  Ainda assim, o percentual mantém-se abaixo da alta de 4,09% registrada pelo IGP-M/FGV. O Índice FipeZap, em comparação ao IPCA acumulado, indica uma alta real de 1,31% no período até setembro.

Entre as 25 cidades monitoradas, o valor médio de locação residencial foi de R$ 29,18/m². São Paulo foi a cidade que apresentou o maior preço médio entre as 11 capitais controladas (R$ 39,15/m²). Em seguida, vem Rio de Janeiro – com valor médio de locação residencial de R$ 30,37/m² – e Brasília, com R$ 29,93/m². 

Goiânia apresentou o menor valor médio de locação residencial no mês de setembro (R$ 16,74/m²) entre as capitais monitoradas pelo Índice, seguida por Fortaleza (R$ 16,80/m²) e Curitiba (R$ 19,80/m²). 

Rentabilidade do aluguel

A medida da rentabilidade para o investidor em imóveis através do aluguel é dada pela razão entre o preço médio da locação e o valor médio de venda dos imóveis. A atratividade do mercado imobiliário referente a outras opções de investimento pode ser avaliada a partir desse indicador.

O percentual calculado em dezembro do ano passado, de 4,43%, já foi superado pelo retorno médio do aluguel residencial obtido em setembro de 2019 (4,64%).

Foto: Guilherme Favaron/Smartus

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Florianópolis

Fórum Imobiliário

21 novembro
2019

saiba mais

Rio de Janeiro

Fórum Imobiliário

28 novembro
2019

saiba mais

Brasília

Fórum Imobiliário

05 dezembro
2019

saiba mais
Desenvolvido por Mobme Comunicação