search

Maior demanda por escritórios eleva rendimento dos fundos imobiliários

Ifix valorizou 2,5% em janeiro embalado pela confiança do mercado

19/2/19

O aumento da demanda por escritórios teve impacto positivo no rendimento dos fundos imobiliários em janeiro. O Ifix – índice que mede as cotações dos fundos – valorizou 2,5% no primeiro mês do ano impulsionado pela diminuição da vacância de lajes corporativas, principalmente em regiões centrais de São Paulo.

De acordo com a gestora Rio Bravo Investimentos, em alguns pontos da capital paulista – Faria Lima, Vila Olímpia e Paulista – a taxa de vacância já é menor do que 10%. Além da maior demanda, a empresa ressalta a escassez de terrenos para novas construções nesses endereços.

Devido a essa realidade positiva, regiões mais afastadas devem ser beneficiadas com aumento da procura, uma vez que apresentam condições mais favoráveis em relação ao preço pago por metro quadrado. A expectativa da gestora para os próximos meses é que a taxa de vacância continue caindo e haja alta nos preços.

A média de vacância em São Paulo para escritórios A e A+ está em 20%, de acordo com a SiiLA. Porém, se desconsideradas lajes corporativas que estão há pelo menos três anos sem inquilinos, as quais perderam sua atratividade por uma série de razões, a taxa cai para 15% – percentual atribuído às unidades competitivas.

As projeções são otimistas para o decorrer de 2019. Na análise da SiiLA, o mercado deve ter poucas novas unidades ao longo do ano e, mediante uma taxa de absorção semelhante à de 2018, a vacância total chegará a 15%.

O cenário ainda é ruim no Rio de Janeiro, que no ano passado até reduziu sua taxa de vacância, mas muito devido ao não lançamento de novas unidades, pois a absorção líquida também foi baixa. Empreendimentos inaugurados em 2017 permanecem com muitos escritórios vagos – no One World Offices (Torre North America), 100% das lajes estão desocupadas, segundo a SiiLA.

Atualmente, a capital carioca apresenta 35% de vacância.

Ciclo positivo

O bom desempenho atual dos fundos de investimento imobiliário (FII) deve atrair novos investidores e injetar mais crédito no setor. A esperada elevação dos preços em São Paulo e demais capitais onde a demanda por escritórios está maior também vai gerar melhores rendimentos para quem optar por adquirir cotas de FII.

Mesmo em meio a polêmicas neste início do novo governo, o mercado está otimista diante da possibilidade de reformas e do retrospecto positivo do ano passado.

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Florianópolis

Fórum Imobiliário

21 novembro
2019

saiba mais

Rio de Janeiro

Fórum Imobiliário

28 novembro
2019

saiba mais

Brasília

Fórum Imobiliário

05 dezembro
2019

saiba mais
Desenvolvido por Mobme Comunicação