search

Faixa 1.5 do Minha Casa, Minha Vida está sem recursos desde novembro

Empresários do setor protestaram em Brasília durante a posse dos deputados federais

4/2/19

Um grupo de empresários de municípios da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno protestou no gramado do Congresso Nacional contra o atraso na liberação de recursos para contratações do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), durante a cerimônia de posse dos deputados federais.

Segurando cartazes com os dizeres “Cadê a verba?” e “Cadê o subsídio?”, os manifestantes do setor imobiliário – proprietários de pequenas construtoras, em maioria – afirmaram que há cerca de quatro meses não acontece a liberação de recursos para clientes que integram a faixa 1.5 do MCMV.

Em novembro do ano passado, a Caixa Econômica Federal – responsável por executar os repasses do programa – suspendeu a contratação de novas unidades do Minha Casa, Minha Vida para famílias que compõem a faixa 1.5 (renda mensal familiar de até R$ 2,6 mil). De acordo com o ex-ministro das Cidades, Alexandre Baldy, a interrupção ocorreu porque os recursos acabaram.

No dia seguinte ao anúncio da suspensão, o banco liberou R$ 500 milhões como verba suplementar provinda do FGTS, porém o montante foi destinado a contratações para as faixas 2 e 3 do programa, apenas (famílias com renda mensal entre R$ 2,6 mil e R$ 4 mil e de R$ 4 mil a R$ 9 mil, respectivamente).

O protesto de sexta-feira não foi o primeiro realizado por representantes dos setores imobiliário e de construção civil; manifestações semelhantes aconteceram no dia 22 de janeiro em frente às agências da Caixa em João Pessoa (PB) e Goiânia (GO).

MCMV ficou sem ministério

Os empresários esperavam a retomada das contratações logo no início do ano, porém, com a extinção do Ministério das Cidades, o Minha Casa, Minha Vida ficou temporariamente “órfão”, sem que a Caixa pudesse receber recursos da União. De acordo com o novo governo, o programa agora será gerido pelo Ministério do Desenvolvimento Regional.

O orçamento de 2019 do FGTS prevê R$ 61,4 bilhões para habitação popular, complementados por R$ 4,6 bilhões da União. O montante é ligeiramente superior ao de 2018, que foi de R$ 57,4 bilhões, mas a expectativa é que não seja necessário suspender as contratações, como ocorreu no ano passado, devido a uma série de medidas que foram implantadas nos últimos dias de dezembro.

A principal delas é justamente a redução do subsídio para aquisição de imóveis da faixa 1.5, assim como limitação em 50% dos financiamentos para essa parcela dentro de um empreendimento.

Outra mudança é a diminuição do valor teto de renda familiar mensal que permite receber a quantia máxima de custeio, que agora é de R$ 1,2 mil (era R$ 1,6 mil, antes).

Pequenas e médias construtoras são as mais prejudicadas

A suspensão dos recursos para novas contratações prejudica principalmente as pequenas e médias construtoras, as quais não têm capital para suportar meses sem receita. Para o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, isso inicia uma ação em cadeia: “Essa empresa [que tem pouco capital] logicamente atrasou imposto, teve problema de crédito, pagou juros”.

De acordo com levantamento feito pelo Ministério das Cidades no fim do ano passado, o Programa Minha Casa, Minha Vida representa em torno de 8 milhões de vagas de trabalho no ramo da construção civil.

Crédito: Elisângela Santos/Diário do Nordeste

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Campo Grande

Fórum Loteamentos

25 abril
2019

saiba mais

São Paulo

Smartus Proptech Summit

16 maio
2019

saiba mais

Campinas

Fórum Imobiliário

30 maio
2019

saiba mais

Goiânia

Fórum Loteamentos

13 junho
2019

saiba mais

Porto Alegre

Fórum Imobiliário

04 julho
2019

saiba mais

Recife

Fórum Loteamentos

08 agosto
2019

saiba mais

Fortaleza

Fórum Imobiliário

22 agosto
2019

saiba mais

Belo Horizonte

Fórum Imobiliário

29 agosto
2019

saiba mais

Curitiba

Fórum Imobiliário

17 outubro
2019

saiba mais

Goiânia

Fórum Imobiliário

31 outubro
2019

saiba mais

Florianópolis

Fórum Imobiliário

21 novembro
2019

saiba mais
Desenvolvido por Mobme Comunicação