search

No dilema da pandemia, ninguém pode comemorar

Economia agoniza e avanço da covid-19 ainda não foi controlado

Maio/2020

Talvez nunca tenha havido situação tal como a imposta pelo novo coronavírus. Tamanha é a complexidade do assunto que ninguém está totalmente certo e nem totalmente errado em suas opiniões e pontos de vista em relação a que medidas adotar para combater a pandemia com efeitos colaterais mínimos.

Se é verdade que nenhum país do mundo está preparado para atender a todos os contaminados que apresentam complicações de saúde, fazendo-se necessário, portanto, o distanciamento social, também é verdade que o colapso econômico fica mais perto quanto maiores são os prazos de quarentena, que a cada dia é menos respeitada pela população.

Alguns números recentes evidenciam que a situação está fugindo ao controle: pelo menos 70% das indústrias brasileiras perderam faturamento, de acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria. Talvez ainda mais grave seja o fato de que 76% reduziram ou mesmo paralisaram a produção, o que tem impacto social, econômico e político – os motivos são vários.

Primeiro, porque a própria queda do faturamento já dificulta a manutenção dos pagamentos das despesas correntes e dos investimentos necessários para a atividade-fim; segundo, porque há dificuldade para obter insumos e matérias-primas, algo que foi apontado por 77% das empresas. Ainda, ficou mais difícil obter crédito para capital de giro – os recursos do BNDES não garantem empréstimos para todas e os bancos não vão se envolver em operações que consideram de alto risco.

Se a indústria tem sido prejudicada, o que dizer então dos comerciantes e dos prestadores de serviços? Salvo bancos, farmácias e supermercados, a pancada nestes segmentos foi ainda mais dura.

A situação é tanto cada vez mais crítica que Congresso e Governo Federal agora instituíram um programa de apoio às pequenas e microempresas (juros fixados em Selic + 1,25% ao ano nos empréstimos para capital de giro), certamente as mais prejudicadas até aqui. Todas as medidas anunciadas até então não foram suficientes para fazer girar a roda da economia. É um efeito dominó. 

E o pior: quanto mais energia gastarmos com o reaquecimento da economia neste momento de pandemia, menos recursos vamos ter para ativá-la mais intensamente quando ela de fato puder girar a todo vapor. 

Principal responsável pelo crescimento econômico – tímido, é verdade – nos últimos anos, o consumo das famílias, que representa 65% do PIB brasileiro, caiu 6,5% em março na comparação com fevereiro, de acordo com o IBGE. Considerando que em março as empresas funcionaram sem restrições por praticamente 20 dias, pode-se facilmente imaginar quedas ainda mais expressivas de abril em diante. 

O PIB do 1º trimestre foi o pior desde o período entre julho e setembro de 2015. Lembra-se da última crise?

A cada semana, as projeções do mercado financeiro para a economia brasileira pioram. O último Boletim Focus aponta para retração de 5,12% no PIB em 2020. É a primeira vez que a projeção baixa da casa dos 5% de queda. O Fundo Monetário Internacional projeta exatamente -5% para o PIB brasileiro, enquanto o Banco Mundial é ainda mais pessimista: -5,5%. 

O fato é que o tombo vai ser ainda maior, muito provavelmente. O Brasil não manteve a economia funcionando e nem conseguiu conter em tempo hábil o avanço dos casos e das mortes (na verdade, não conteve até agora). Seja qual for a sua opinião, neste dilema da pandemia, ninguém pode comemorar. 

Veja também: eBook – Medidas do Governo Federal e da Caixa aplicáveis ao mercado imobiliário
#SmartusExplica: Construção Civil – Atividade Essencial

Para mais informações e acesso a conteúdos exclusivos, siga-nos em nossas redes sociais:

Clique aqui e receba semanalmente todo o conteúdo Smartus.

Próximos eventos

Todo o conhecimento e o know-how dos grandes líderes do mercado imobiliário em eventos imersivos e de alta performance. Venha evoluir com a gente!

Ribeirão Preto - São Paulo

Fórum Imobiliário Ribeirão Preto

18 junho
2020

saiba mais

Salvador - Bahia

Fórum Imobiliário Nordeste

25 junho
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Moradias Populares

06 agosto
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Gestão Inovadora 2020

27 agosto
2020

saiba mais

Rio de Janeiro - RJ

Fórum Imobiliário Rio de Janeiro

10 setembro
2020

saiba mais

Brasília - Distrito Federal

Fórum Imobiliário Brasília

24 setembro
2020

saiba mais

Curitiba - Paraná

Fórum Imobiliário Curitiba

01 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Modelos Disruptivos 2020

05 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Summit Multipropriedade 2020

20 outubro
2020

saiba mais

Presidente Prudente - São Paulo

Fórum Imobiliário Presidente Prudente

22 outubro
2020

saiba mais

São Paulo

Smartus
Law Summit 2020

05 novembro
2020

saiba mais

Fortaleza - Ceará

Fórum Imobiliário Fortaleza

19 novembro
2020

saiba mais

Belo Horizonte - Minas Gerais

Fórum Imobiliário Belo Horizonte

26 novembro
2020

saiba mais

Goiânia - Goiás

Fórum Imobiliário Goiânia

02 dezembro
2020

saiba mais
DESIGN & CODE BY Mobme